Taxa de recuperação de pacientes da Covid-19 é de quase 95% em Foz do Iguaçu

A Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu informa que a cidade apresenta estabilidade da circulação da Covid-19 e segue apresentando a taxa média de 95% dos pacientes recuperados, o que representa 3.921 pessoas. Ao todo, desde o início da pandemia, foram testadas 17.659 pessoas, das quais 4.158 positivaram e 13.501 apresentaram resultados negativos para a doença.

Outros indicadores também apresentam a estabilidade no controle da doença. A média móvel está em 45,29, número inferior ao da semana passada, quando o indicador apontava 49,86.

Essa métrica é obtida através da divisão do total de casos da semana por sete e é utilizada para efeitos de comparação com as médias das semanas anteriores.

Atualmente, 144 pessoas estão em isolamento domiciliar com sinais e sintomas leves e 49 estão internadas. A ocupação de leitos de UTI está em 75% e a de enfermaria em 18,7%. A taxa de letalidade de 1.06 permanece abaixo das médias do Mundo (3.56), do Brasil (3.23) e do Paraná (2.57).

Outro indicador importante é o de isolamento social, que mantém uma taxa de 40.90 nas últimas semanas. O ideal é ampliar esse índice para no mínimo 50%.

Foz do Iguaçu utiliza ferramentas exclusivas para o monitoramento da circulação do vírus. Entre elas, estão os chamados de Mapas de Calor, que identificam as regiões mais afetadas pelo Coronavírus. Atualmente, as áreas com maior risco são o Distrito Norte, Leste e Sul. Essa ferramenta determina a formulação de estratégias para a contenção da doença, a exemplo dos bloqueios e ações de fiscalização e orientação.

A predominância de diagnóstico da doença continua sendo maior entre o gênero feminino. São 2.247 mulheres que foram testadas e positivadas contra 1.911 homens. Pessoas entre 20 a 59 anos foram as mais afetadas, mas a infecção cresceu entre os públicos infanto-juvenil e idoso, nos últimos meses.

 

 

Assessoria

Facebook
Google+
Twitter
× Como posso te ajudar?