Simpósio debate ajuda humanitária e segurança integrada nos arcos de fronteira do Brasil

Segurança sanitária, segurança epidemiológica, migrações e segurança pública. Os temas macros fazem parte de pesquisas de um grande projeto sobre as fronteiras brasileiras e serão pano de fundo para os debates do “Simpósio sobre Defesa Nacional Fronteiras e Migrações: estudos sobre ajuda humanitária e segurança integrada”.

O evento será realizado nos dias 25 e 26 de agosto, via plataforma virtual, e é uma realização dentro do projeto “Defesa nacional, fronteiras e migrações: estudos sobre ajuda humanitária e segurança integrada”. Aprovado no final do ano passado pelo Programa Nacional de Cooperação Acadêmica (Procad/Capes), o projeto reúne cerca de 50 pesquisadores de seis instituições de ensino superior, além do Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras (IDESF), em torno do estudo sobre as realidades fronteiriças.

A iniciativa reúne pesquisadores civis e militares de várias áreas de modo a promover uma visão integrada dos elementos que compõem a região, bem como criar mecanismos para replicar soluções para situações que se repetem na extensão dos três arcos de fronteira. “Vamos analisar a complexidade dos problemas e dos atores envolvidos”, destaca o coordenador geral, Tássio Franchi, professor da Escola de Comando e Estado-Maior do Exército (EXCEME), uma das instituições envolvidas.

 

Rosane Amadori – Assessoria de Comunicação IDESF

Facebook
Google+
Twitter
× Como posso te ajudar?