Programa Integração Universidade Empresa vai beneficiar quase 70 empresas

 

 

O Parque Tecnológico Itaipu (PTI-BR) divulgou nesta sexta-feira (28), a lista de propostas aprovadas pelo Programa Integração Universidade Empresa. Ao todo, mais de cem empresas iguaçuenses se inscreveram no Edital de seleção. Destas, 69 foram aprovadas e vão atuar em parceria com 169 estudantes, que receberão bolsa-auxílio de até R$ 800,00. A lista completa dos projetos está disponível no link: pti.org.br/programaintegracao.

Para a aluna do 8º período do curso de Agronomia do Centro Universitário Dinâmica das Cataratas (UDC), Francielli Letícia de Carvalho, “essa é uma grande oportunidade para colocar em prática os conhecimentos teóricos da graduação, além de contribuir com a comunidade iguaçuense”.

Francielli, junto com os estudantes Darlan Tochetto e Marcos Teixeira, têm pela frente um grande desafio: ajudar a empresa Ecovitalle na implantação do Projeto Recolhe, uma iniciativa ambientalmente correta de coleta, transporte e triagem de resíduos sólidos recicláveis e óleo de cozinha em condomínios e empreendimentos locais. A proposta está entre as selecionadas pelo Programa.

Segundo Lívia de Oliveira Miranda, representante responsável por supervisionar o andamento dos trabalhos na empresa, essa atuação conjunta vai beneficiar não só os envolvidos diretos, mas o município em um contexto geral.

“Os estudantes vão ganhar com a vivência prática do mercado de trabalho; a empresa deve ganhar com o conhecimento acadêmico e a disponibilização de um novo produto; já o município será beneficiado com a coleta e descarte correto desses resíduos – que é um dos entraves do setor; e a população desses condomínios e empreendimentos terá uma opção correta e confiável para descarte”, detalhou Lívia.

A supervisora destacou ainda que, se tudo der certo, com a renda gerada pelo Projeto será possível recontratar ou contratar novos funcionários que precisaram ser desligados por conta dos impactos econômicos da pandemia.

Os estudantes serão orientados pelo professor Ricardo Allebrandt, da UDC.

Para o Diretor de Negócios e Inovação do PTI-BR, Rodrigo Regis de Almeida Galvão, o Parque Tecnológico tem como papel fundamental realizar a conexão entre as instituições de ensino e as empresas “pensando na geração de riquezas e novas oportunidades de negócios para a população de Foz do Iguaçu e Região”.

Sobre o Programa

O Programa Integração Universidade empresa integra as ações do Programa Acelera Foz e tem como objetivo contribuir com a retomada econômica pós período de pandemia – através do desenvolvimento de soluções para micro, pequenas e médias empresas, além de diminuir a evasão de estudantes universitários, tanto da graduação como da pós-graduação, por meio da oferta de bolsas na modalidade Pesquisador na Empresa.

 

Assessoria
Facebook
Google+
Twitter
× Como posso te ajudar?