Prefeitura e setores de comércio e turismo debatem a flexibilização de funcionamento

 

A flexibilização das medidas que restringem o funcionamento do comércio e turismo, tem pautado uma série de reuniões da prefeitura com representantes dos setores de Foz do Iguaçu. A estratégia de enfrentamento ao novo Coronavírus (Covid-19) está prevista em decretos estadual e municipal. Nos últimos dias disparou o número de casos confirmados e de pessoas infectadas que precisaram de internamento.

Na quarta-feira (3) foram realizadas duas reuniões para discutir alternativas, com presença de representantes da Prefeitura, Câmara de Vereadores, associações de turismo, comércio, hotéis, bares e restaurantes. A suspensão do funcionamento de atividades não essenciais entrou em vigor no sábado, 27 de fevereiro e prossegue até a segunda-feira (8 de março).

De acordo com o prefeito Chico Brasileiro, os encontros são para ouvir as demandas dos setores impactados e manter o diálogo sobre alternativas viáveis, mas que estejam em consonância com as medidas estabelecidas. Um novo encontro estava previsto para o início da noite de ontem, porém até o fechamento da edição, ainda não havia sido confirmado.

“Precisamos ficar atentos e ter segurança para anunciar medidas tão importantes para o município”, afirmou o prefeito. Todas as decisões, de acordo com ele, precisam ser tomadas em conjunto, com diálogo aberto para entender os anseios dos empresários, “mas também refletindo sobre o atual estágio da doença na cidade”, disse.

UTIs lotadas
O diretor-presidente do Hospital Municipal Padre Germano Lauck, Sérgio Fabriz, apresentou um panorama da instituição. Atualmente, mais de 100% dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) estão ocupados, o que exige a atualização de outras alas para garantir o atendimento de pacientes em estado grave. Em uma semana, entre quinta-feira (25 de fevereiro) e quarta, foram confirmados 1.642 casos e 32 mortes.

 

 

GDia

Facebook
Google+
Twitter
× Como posso te ajudar?