Meio Ambiente promove concurso para escolher o nome da nova Unidade de Valorização de Resíduos (UVR)

Indicações serão feitas por entidades até o dia 02 de agosto e votação será online. Homenageado(a) dará nome a unidade do Jd. das Palmeiras

A Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu, através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMMA), está promovendo um concurso para a escolha do nome da nova Unidade de Valorização de Resíduos (UVR) do Jardim das Palmeiras. A unidade será inaugurada no mês de agosto.

O objetivo é prestar homenagem a uma personalidade que tenha contribuído no desenvolvimento de projetos de melhoria na vida dos moradores da região atendida pela unidade, como os bairros Itaipu A, KLP, Lancaster, Ipê e Três Bandeiras.

Podem participar do concurso instituições de ensino, associações de moradores, igrejas, associações comerciais, entre outras que representam a região, como ONGs ou clubes de mães.
As instituições poderão encaminhar indicações até o dia 02 de agosto para o email: foz.coletaseletiva@gmail.com.

Seleção
As indicações passarão inicialmente por uma comissão, formada por representantes do Parque das Aves, Parque Nacional do Iguaçu, Itaipu e Fundação Cultural. A comissão, seguindo critérios pré-estabelecidos, deverá escolher até três nomes dentre os indicados.

Os nomes escolhidos pela comissão, de acordo com os critérios estabelecidos, passarão por votação popular online. O link será disponibilizado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e devidamente divulgado nas redes sociais.

Programa
A UVR do Jardim das Palmeiras é a segunda unidade a ser ampliada, através do Programa Municipal de Gestão Integrada de Resíduos, neste ano. A primeira unidade reestruturada foi entregue em junho e recebeu o nome de Rosana Lemos Turmina, em homenagem póstuma à educadora ambiental. A previsão é que até final de 2020 sejam entregues mais 07 unidades.

As unidades de triagem representam a modernização da política de gestão de resíduos do município, pois conta com um sistema mecanizado para o processo de triagem, enfardamento e armazenamento dos materiais recicláveis oriundos da coleta seletiva, até a sua comercialização. O sistema melhora as condições de trabalho, a renda dos trabalhadores e aperfeiçoa os processos de logística.

O Programa Coleta Seletiva de recicláveis foi implantando em 2018 no município e atualmente cobre 100% da cidade.

 

 

Assessoria

Facebook
Google+
Twitter
× Como posso te ajudar?