Fronteira entre Brasil e Argentina ganha sistema eletrônico de migração

 

A partir desta segunda-feira (5), a passagem de turistas na fronteira entre Brasil e Argentina ficará mais rápida e segura. Acaba de ser implantado, na aduana brasileira, o Sistema de Transmissão Automática de Registro do Tráfego Internacional – START, resultado de uma parceria entre a Itaipu Binacional, o Parque Tecnológico Itaipu-Brasil e a Polícia Federal. Vale lembrar que a fronteira com a Argentina segue fechada, por determinação do presidente argentino Alberto Fernandéz, para conter o avanço do novo coronavírus no país.

Foram instaladas quatro estações de cadastramento (quiosques) e um portal de migração eletrônico (E-gate), visando a facilitar os processos de imigração realizados pela Polícia Federal. O equipamento assegura a autenticação de passaportes e verificação biométrica dos passageiros de forma totalmente automatizada.

O projeto inclui também barreiras eletrônicas que utilizam tecnologia de reconhecimento fácil para verificar a identidade do usuário, confrontando com os dados armazenados no chip do passaporte biométrico. Os equipamentos estão prontos e preparados para serem usados assim que a fronteira for reaberta.

O investimento da Itaipu Binacional foi de R$ 1.420.987,47. Segundo o diretor-geral brasileiro, general Joaquim Silva e Luna, o projeto permitirá um tráfego ainda maior de turistas na região. “Este projeto vem ampliar ainda mais a capacidade da Polícia Federal em oferecer serviços para a nossa população. Quem ganha com isso é o Brasil”, disse.

O projeto, desde a formalização até a finalização, com a entrega dos equipamentos funcionando e o treinamento dos servidores que operarão o sistema, durou aproximadamente dois anos. O convênio foi gerido na Assessoria de Informações (IN.GB) pela colaboradora Cláudia Regina Dal Moro Borges.

Assessoria
Facebook
Google+
Twitter
× Como posso te ajudar?