Foz pode perder recursos de Arena Multiuso se não tiver local para construção

 

O Legislativo enviou nesta quarta-feira (5) um ofício ao Diretor Geral da Itaipu (margem brasileira), General Joaquim Silva e Luna, solicitando que a Itaipu estude a possibilidade de ceder ao município uma área urbana nas proximidades do CTG Charrua para a construção de uma arena multiuso em Foz do Iguaçu. O assunto tem urgência, pois se uma área não for disponibilizada em tempo, Foz do Iguaçu perderá o recurso.

No ofício, assinado pelo Presidente da Câmara, vereador Beni Rodrigues (PTB), foi pontuado que a Caixa Econômica Federal já celebrou contrato de repasse visando à transferência dos recursos do orçamento geral da União com a finalidade específica da construção da Arena Multiuso.

Desta forma, os recursos já estão vinculados para construção do espaço, embora ainda falte a definição da área em que será sediado o equipamento cultural, esportivo e de eventos para o município. A área cedida para a construção da Arena Multiuso deverá ser de 800 metros quadrados ou mais.

O que é a arena multiuso

Com estrutura ampla e moderna, a arena multicultural possibilita realização de diversos eventos esportivos, religiosos e outros em geral como lutas de UFC, shows de grandes artistas internacionais, Cirque du Soleil, jogos de vôlei da Liga Mundial, feiras internacionais do turismo, festival de cinema, entre outros.

Grandes eventos como esses que devem abrigar o novo espaço geram muitos empregos na cidade, além de fomentar o turismo. Considera-se, ainda, que Foz do Iguaçu já tem rede hoteleira e estrutura suficiente para abrigar eventos esportivos de grande porte. E, por falta de espaço adequado já perdeu em outras oportunidades eventos para Jaraguá do Sul, por exemplo.

Geração de emprego e renda para Foz do Iguaçu

A instalação da Arena Multiuso será fator de geração de empregos diretos e indiretos, além de fomento à economia local, e já recebeu emenda impositiva do Deputado Vermelho no valor de R$ 1.milhão e da bancada paranaense na Câmara dos Deputados no valor de R$ 30 milhões.

Projeto arquitetônico

Já houve a produção de um pré-projeto arquitetônico, que estipula a criação de uma estrutura em quatro pavimentos, que somarão aproximadamente 20.000m2 de obra e a previsão é que tenha capacidade de público de 9 mil espectadores sentados. A ideia é de um complexo esportivo e cultural de 60.000m2. Além disso, há a possibilidade de também serem utilizadas áreas de serviços e estacionamento.

 

 

Assessoria

Facebook
Google+
Twitter

Nota de Pesar

    A Secretaria Municipal da Saúde manifesta o mais profundo pesar pelo falecimento da servidora Regina Célia Pereira Gomes, 56 anos, ocorrido na manhã

LEIA MAIS
× Como posso te ajudar?