Foz do Iguaçu já tem 29.055 pessoas curadas da Covid-19

 

Desde que registrou o primeiro caso em março de 2020, o Hospital Padre Germano Lauck já curou 15.782 pessoas dos 16.048 casos registrados, uma taxa de recuperação de 98,34% – maior que a média estadual (71,1%) e nacional (88,18%). No total, somados aos do Hospital Costa Cavalcanti, foram recuperados 29.055 dos 30.290, uma média de 95, 92%.

No hospital municipal, a UTI-covid e enfermaria-covid foram internadas 303 e 743 pessoas no período. Atualmente em toda cidade estão em isolamento domiciliar 487 pacientes, 191 internados no hospital municipal e 34 no Costa Cavalcanti. Desde março foram registrados 523 óbitos.

Os maiores picos de internamentos nos hospital municipal foram os meses de novembro (123), dezembro (127), janeiro (103) e fevereiro (106). O salto de número de casos foi também nesses quatro meses: novembro (2.130), dezembro (2.202), janeiro (2.098) e fevereiro (2.594). Os casos recuperados nesse período foram 8.897.

Hospital

No combate à covid, o prefeito Chico Brasileiro optou por investir na ampliação do hospital, ao contrário de outros governantes que instalaram hospitais de campanha – muitas dessas estruturas já foram desmontadas. “Esses leitos ficarão permanentemente para a população de Foz do Iguaçu, mesmo depois que vencermos essa pandemia”, afirmou.

Brasileiro lembra que a preocupação inicial era a capacidade de atendimento de casos graves de covid-19 do hospital municipal. “Víamos nos noticiários que esse vírus era e continua sendo altamente letal, nossa preocupação sempre foi preservar a vida das pessoas. Buscamos apoio dos demais entes federados e fomos prontamente atendidos. Graças a essa visão de toda a equipe, da necessidade de equipar o hospital municipal para o aumento nos casos de internamento, hoje somos referência estadual em enfrentamento à covid-19”.

A prefeitura investiu, entre material, insumos e recursos humanos, até dezembro, mais de R$ 32 milhões: em obras, mais de R$ 5,4 milhões, e em equipamentos – R$ 5 milhões, isso até o final de 2020. Foz do Iguaçu conta hoje com 67 leitos de enfermaria e outros 70 leitos de UTI exclusivos para casos de covid, algo que pode ser usado mesmo após a pandemia. No início da pandemia, o hospital municipal tinha apenas 17 leitos de UTI Covid.

O hospital municipal, desde março de 2020, recebeu quatro ampliações: em maio, recebeu a Unidade de Terapia em Doenças Infecciosas (UTDI), com 12 leitos; em julho, a Unidade de Cuidados Especiais (UCE), com 21 leitos; em setembro, o Pronto-Socorro respiratório, com 12 leitos e quatro salas de emergência; e, recentemente, foram instalados mais 20 leitos de UTI.

O município também assume 54% dos custos diários das UTIs, que totalizam R$ 3.500, com o recebimento de R$ 1.600 pelo Ministério da Saúde.

 

 

Assessoria

Facebook
Google+
Twitter
× Como posso te ajudar?