Foz do Iguaçu começa a vacinar neste final de semana idosos a partir de 78 anos

 

A Secretaria de Saúde de Foz do Iguaçu começa nesta sexta-feira (5) a vacinação contra a Covid-19 em idosos a partir de 78 anos.

A campanha seguirá em formato drive-thru, a partir das 13 horas, na sede da Vigilância em Saúde, na Rua Francisco Guaraná de Menzes, 665, ao lado da Unidade de Saúde da Vila Yolanda. No sábado (6) a vacinação continua, das 8h às 17 horas.

A ampliação da faixa etária dos idosos foi possível devido à chegada de 970 doses da Coronavac nesta sexta-feira (5). O município também recebeu mais 2.620 vacinas para aplicação da segunda dose em idosos (incluindo os acamados) e profissionais da saúde.  Essa foi a sexta remessa de doses enviadas pelo Ministério da Saúde desde o dia 20 de janeiro, quando iniciou a vacinação em Foz.

Até quinta-feira(04), o município recebeu 16.706 doses das vacinas, sendo 10.893 para primeira dose e 5.813 para segunda dose. Deste total, 10.781 pessoas receberam a primeira dose e 2.950 a segunda dose do imunizante.

A secretária de saúde, Rosa Maria Jeronymo garantiu que a faixa etária dos idosos será ampliada à medida que chegarem novas doses. “Infelizmente, estamos recebendo poucos imunizantes como acontece no Brasil inteiro. As 970 doses que chegaram hoje são exclusivas para os idosos a partir de 78 anos e a nossa meta é ir baixando sucessivamente”, explicou.

De acordo com a secretária, o prefeito Chico Brasileiro já assinou o termo de intenção do consórcio público articulado pela Frente Nacional dos Prefeitos para a compra de imunizantes. O projeto de lei deve ser encaminhado a Câmara de Vereadores até segunda-feira (08), que terá 15 dias para aprovação.

Vacinação

Foz do Iguaçu segue o Plano Estadual de Imunização, que prioriza os grupos de maior risco para a doença a serem vacinados. Nesta primeira etapa, já receberam a vacinação idosos que vivem em instituições de longa permanência e os trabalhadores destes locais; acamados com mais de 60 anos; pessoas com mais de 18 anos com deficiência institucionalizada e trabalhadores das residências inclusivas; profissionais da saúde (que atuam em hospitais, na rede de urgência e emergência, clínicas, laboratórios, farmácias e outros) e idosos com mais de 80 anos.

O Plano Estadual segue as diretrizes do Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde (MS) e teve a colaboração do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Paraná (Cosems/PR). O plano prevê ações e estratégias para os três níveis de gestão – União, estados e municípios.

Assessoria
Facebook
Google+
Twitter
× Como posso te ajudar?