Banco de Alimentos de Foz do Iguaçu atende a nove mil pessoas em situação de vulnerabilidade

 

Mais de nove mil pessoas em situação de vulnerabilidade são assistidas pelo Banco de Alimentos de Foz do Iguaçu, que distribui, duas vezes por mês, alimentos para as famílias e entidades sociais da cidade.

O programa realiza atualmente cerca de 30 atendimentos diários com doações de cestas de hortifrutis e legumes. Com a crise provocada pela pandemia da covid-19, se mostrou ainda mais essencial. Os recursos são oriundos do Programa Aquisição de Alimentos (PAA) do Governo Federal, que destina verba para a compra de alimentos produzidos pela agricultura familiar, e também por doações voluntárias.

“A paralisação ou a diminuição de pessoal que muitos setores tiveram não aconteceu com a equipe do Banco de Alimentos. Assim como a fome não espera, mesmo com a pandemia não poderíamos diminuir os atendimentos, por isso seguimos levando as doações para essas famílias duas vezes ao mês”, conta Alessandro Moreira do Carmo, coordenador do Banco de Alimentos.

A porta de entrada para a assistência dessas famílias é o Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) em todas as regiões da cidade. O CRAS faz a seleção e o acompanhamento das doações que recebidas pelo Banco.

A Legião da Boa Vontade (LBV) em Foz do Iguaçu é uma das 32 entidades atendidas. Desde abril de 2020, a iniciativa passou a entregar cestas básicas mensais para 50 famílias inscritas, utilizando os insumos adquiridos no Banco. Em janeiro deste ano, o programa foi ampliado para a região do Bubas.

“Essas doações eram feitas somente duas vezes em anos anteriores. Contudo, a pandemia transformou nosso método de trabalho e não poderíamos falhar. Graças aos legumes, verduras e frutas que nos chegavam pelo Banco de Alimentos, montamos cestas básicas diversificadas – e pretendemos ampliar as entregas”, ressaltou o gestor-administrativo do LBV em Foz, Pedro dos Santos Radi.

Ajude doando alimentos

A coordenação do Banco de Alimentos espera conseguir aumentar ainda mais o número de alimentos distribuídos e pessoas atendidas. Para que isso aconteça, afirma Alessandro do Carmo, é preciso que a população contribua com doações regulares para a compra de mais insumos.

“Temos um atendimento amplo, mas uma demanda maior ainda. Com essas contribuições vamos poder trabalhar para zerar situações como essa no município e garantir dignidade e comida na mesa dos iguaçuenses”, pede.

Para fazer as doações, basta entrar em contato com o Banco de Alimentos pelos telefones (45) 99997-4111 ou 99883-8828.

 

 

 

Assessoria

Facebook
Google+
Twitter
× Como posso te ajudar?