Educação faz balanço positivo das duas primeiras semanas de aulas presenciais

A Secretaria de Educação de Foz do Iguaçu fez um balanço positivo das duas primeiras semanas de atividades presenciais em cinco escolas da rede municipal. Ao todo, 119 alunos dos primeiros e segundos anos do Ensino Fundamental voltaram para as salas de aula após a realização de exames RT-PCR para diagnóstico da covid-19. As coletas foram feitas em todos os alunos e repetidas nos funcionários na última sexta-feira (14).

Neste período, nenhum caso da doença foi registrado entre alunos ou servidores. Todos os protocolos de segurança estão sendo seguidos e a organização das escolas se mantém como prioridade. “Na segunda fase de testes para covid, tivemos dois casos positivos entre alunos, que não retomaram as atividades presenciais. Nenhum caso foi registrado com o retorno das aulas e a tranquilidade tem marcado essas duas primeiras semanas. Os alunos e professores estão ótimos”, avaliou a secretária de educação, Maria Justina da Silva.

Nesta primeira etapa, as atividades acontecem nas escolas Josinete Holler, Papa João Paulo I, Jardim Naipi, Osvaldo Cruz e Princesa Isabel com 30% da capacidade das salas.

 

Famílias

Pai da aluna Isadora, do 2º ano da escola João Paulo I, Neemias Matinc elogiou os protocolos de segurança e contou como o retorno presencial foi comemorado pela filha, de seis anos. “As atividades remotas foram excelentes, porque ela é muito dedicada, mas o retorno as aulas presenciais está sendo melhor ainda. Ela estava com saudade da escola, dos amigos e professores, e ficou muito empolgada com a primeira semana de aula”, revelou. “A escola dela é muito organizada e segue todos os protocolos. Receios a gente ainda tem, porque a doença ainda está aí, mas precisamos aprender a conviver com ela, tomando todos os cuidados necessários”.

Eliane Ribeiro de Faria, mãe da aluna Paola, de 7 anos, também avaliou positivamente o retorno presencial. Ela lembra que nem todos os pais conseguem acompanhar os filhos no ensino remoto e o presencial possibilita a melhor conexão entre o professor e o aluno. “Eu consegui acompanhar ela no modelo remoto por mais de um ano e sempre fiz com que ela fosse bem participativa e tivesse responsabilidades, mas sei que nem todos os pais conseguem isso e, nesta fase, em que eles estão em processo de alfabetização, o ensino presencial faz diferença”, afirmou.

 

Retorno Gradativo

Mesmo com a avaliação positiva, o Comitê Municipal de Enfrentamento a Covid-19 decidiu suspender o retorno das demais escolas, previsto para essa semana, devido ao aumento no número de casos e internações por Covid-19. “Nesta semana estava previsto o retorno dos terceiros anos destas cinco unidades, além de outras cinco escolas e três CMEIs, mas o Comitê analisou o cenário epidemiológico e decidiu prorrogar o retorno das demais escolas, provavelmente para o mês de junho” adiantou Justina.

 

Vacinação

Enquanto isso, os profissionais da educação começaram a ser imunizados contra a Covid-19. Neste sábado (15), a vacinação aconteceu em duas unidades de saúde para trabalhadores na faixa etária de 53 a 59 anos e nesta terça-feira (18) terá continuidade para o grupo com 52 anos. O município deve reduzir a faixa etária à medida que o Estado repassar novas doses das vacinas.

 

 

Assessoria

Facebook
Google+
Twitter
× Como posso te ajudar?