Prefeitura de Foz participa da campanha “Faça Bonito” contra exploração de crianças e adolescentes

Nesta terça-feira, 18 de maio, a Prefeitura de Foz do Iguaçu integra uma campanha nas redes sociais para lembrar o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Contra Crianças e Adolescentes.

Com a hashtag “Faça Bonito” (#FaçaBonito), entidades públicas e organizações privadas que fazem parte da Rede de Proteção à Criança e ao Adolescente irão disponibilizar os materiais da campanha, com um apelo para que toda a sociedade compartilhe.

“Estamos reforçando a ideia de que mesmo com a suspensão das aulas e as medidas de restrição, todas as entidades de amparo e fiscalização seguem atendendo normalmente. Por isso, o nosso apelo é para que, em caso violência contra a criança e o adolescente, ‘faça bonito e disque 100’”, destaca o secretário de Assistência Social, Elias de Souza Oliveira.

 

Números em Foz

Uma preocupação das organizações que lidam diretamente com a violência contra crianças na cidade é a variação abrupta de indicadores, que pode ser um reflexo da pandemia e das situações de isolamento.

“A pandemia da covid-19 trouxe especial preocupação àqueles que atuam na Rede de Proteção à Criança e ao Adolescente. Conforme orientações dos órgãos de saúde, o fechamento dos centros de educação e colégios foram, ainda são e serão essenciais como medida de isolamento para a não disseminação do vírus”, comenta o presidente da Guarda Mirim de Foz, Hélio Cândido do Carmo.

“Mas o fechamento destes espaços de aprendizagem e convívio social tão importantes agrava as situações de vulnerabilidade, pois além de garantirem, inúmeras vezes, direitos como a alimentação, também identificam situações de violências, servindo como meio à garantia de direitos”, complementa.

Em 2019 Foz do Iguaçu registrou 261 denúncias de exploração sexual infantil. Em 2020 foram 227 e, até o dia 13 de maio deste ano, foram apenas 46 denúncias – o que representa uma redução de 47% neste período. Já os casos de violência caíram de 1.142 registrados em 2019 para 875 em 2020, e somam apenas 205 em 2021 – uma redução de 49,35%.

 

Como ajudar?

A campanha é coletiva e descentralizada e a cada ano registra uma adesão maior de entidades do poder público e organizações da sociedade civil. Em Foz do Iguaçu as principais ações eram a caminhada, realizada nas ruas do centro da cidade e a entrega de panfletos em shoppings e mercados. No entanto, levando em consideração o contexto de pandemia, desde 2020 as ações foram reestruturadas para promoção online, evitando atividades que resultem em aglomeração de pessoas.

 

 

 

Assessoria

 

Facebook
Google+
Twitter
× Como posso te ajudar?