Governo do Estado orienta a suspensão da vacina AstraZeneca em gestantes

 

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) emitiu na terça-feira (11) uma nota oficial aos municípios determinando a suspensão temporária da vacinação da AstraZeneca/Fiocruz para as gestantes, conforme recente posicionamento da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), até novo entendimento.

A Sesa ressalta ainda que a bula do imunizante também deve ser seguida, especialmente com a devida avaliação e acompanhamento médico. A Secretaria também orientou os municípios a monitorar as gestantes que já foram vacinadas.

Em Foz do Iguaçu, 617 gestantes foram vacinadas e estão sendo acompanhadas pelas equipes das unidades de saúde. Não há relato de eventos adversos graves neste grupo após a aplicação da vacina.

A Anvisa afirmou, em nota, que a decisão de propor a “suspensão imediata” do uso da vacina da AstraZeneca em grávidas foi tomada após uma gestante e o feto que carregava morrerem dias após a vacinação.

A Anvisa fala em “evento adverso” e não em “efeito adverso”. Ou seja, não há, ao menos até o momento, confirmação de nexo causal entre a vacina e o caso da gestante, acometida com um acidente vascular cerebral.

A recomendação foi enviada pela Anvisa ao Ministério da Saúde na segunda-feira (10) e levou diversos estados a suspenderem preventivamente o uso do imunizante em gestantes.

 

 

Assessoria

Facebook
Google+
Twitter
× Como posso te ajudar?