Trabalhadores da Coleta Seletiva de Foz do Iguaçu participam de oficina sobre autoestima

 

Trabalhadores que prestam um serviço essencial ao município, por meio do programa de Coleta Seletiva, participaram nesta segunda-feira (10) de uma oficina sobre a importância da autoestima, conduzida por servidores da Secretaria de Meio Ambiente em parceria com a área de Educação Ambiental da Itaipu Binacional, por meio do convênio Linha Ecológica.

A primeira oficina foi realizada na Unidade de Valorização de Resíduos (UVR) do Porto Belo. Os encontros acontecem até a próxima sexta-feira (14) nas outras seis unidades em operação no município.

A ação sobre a valorização pessoal tem como objetivo dar suporte aos catadores, também muito afetados pela pandemia, e ajudá-los a desenvolver hábitos de confiança e positividade nos pensamentos, além do reconhecimento profissional.

A catadora Vera Lúcia já havia ouvido sobre os benefícios da autoestima, entretanto, conta que não achava uma forma de colocá-la em prática – situação que mudou após o encontro. “Sempre escutamos sobre isso, mas agora eu gostei ainda mais do que aprendi. Pretendo praticar e mudar a minha vida com isso”, disse Vera.

Para o catador Jair de Souza, o tema foi completamente novo, o que tornou a experiência ainda mais marcante. “O que mais me deixou interessado foi aprender sobre o pensamento positivo, que uma pessoa pode acreditar em algo, fazer e ser feliz”, contou.

 

Pilares da oficina

Segundo Guilherme Oliveira, educador social da Divisão de Gestão de Resíduos, a importância da autoestima é trabalhada em três tópicos que conversam entre si: Pessoal, Profissional e Sociedade.

“Quando trabalhamos para a valorização pessoal, isso reflete em nosso trabalho, o que, consequentemente, traz benefícios também para a vida em sociedade. O que esses trabalhadores realizam aqui é muito importante, e por isso é importante trabalhar a gratidão para que eles reconheçam as pequenas coisas do dia”, pontuou o educador.

 

Novas Unidades de Valorização de Resíduos

Os cuidados com a saúde mental dos catadores são somados ao trabalho da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, que está finalizando a reforma, ampliação e a construção de novas Unidades de Valorização de Resíduos, o que trará melhores condições para os serviços diários desses trabalhadores.

Cinco unidades estão passando por reforma e outras três estão sendo construídas, na Vila Portes, Três Lagoas e Campos do Iguaçu.

Todas as unidades irão atender a um padrão, com áreas administrativas, banheiros, refeitório e cozinha, além de equipamentos, como esteiras, balanças e prensas.

“Os investimentos que estão sendo feitos no programa de Coleta Seletiva irão melhorar a qualidade do trabalho dos catadores, tornando ainda mais digna a sua atividade. Por consequência, buscamos também reduzir cada vez mais a quantidade de resíduos descartados no aterro sanitário”, complementou a secretária municipal de Meio Ambiente, Ângela Meira.

 

 

Assessoria

Facebook
Google+
Twitter
× Como posso te ajudar?