Volta às aulas presenciais na rede municipal de ensino será de forma gradativa

 

O retorno das aulas presenciais na Rede Municipal de Ensino de Foz do Iguaçu está previsto para o dia 3 de maio, com turmas de 1º e 2º anos do Ensino Fundamental de cinco escolas municipais. A volta gradativa dos alunos às salas de aula foi proposta pelo Comitê de Enfrentamento à Covid-19 e será monitorada pela Secretaria de Saúde.

Em live transmitida pelo Facebook da Prefeitura de Foz do Iguaçu nesta quinta-feira (22), o prefeito Chico Brasileiro e a secretária municipal de Educação, Maria Justina da Silva, também anunciaram que, a partir de segunda-feira (26), poderão ser retomadas as aulas presenciais do terceiro ano do ensino médio nas instituições privadas, com limitação de 30% da capacidade.

O prefeito Chico Brasileiro comentou que o retorno acontece em um primeiro momento somente em algumas escolas para possibilitar um maior controle por parte da Secretaria de Saúde. “Esse monitoramento nos dará segurança para um próximo passo. O retorno destas cinco escolas já é uma vitória, mas para podermos voltar com todas, o desafio é muito grande. São 25 mil alunos e mais de 3 mil profissionais da educação. Precisamos agir dentro da realidade, com cautela e prioridade pela saúde, porque ainda estamos em pandemia”, disse o prefeito Chico Brasileiro.

De acordo com a Secretaria de Educação, o retorno das aulas presenciais acontecerá, inicialmente, nas escolas Jardim Naipi, Princesa Isabel, Papa João Paulo I, Osvaldo Cruz e Josinete Holler.

No dia 30 de abril, alunos e professores farão testes de RT-PCR para um retorno seguro às atividades escolares no dia 03 de maio. Um membro da família deverá acompanhar o aluno no dia da testagem, que será organizada pela Vigilância em Saúde.

“Definimos as escolas por região da cidade para podermos acompanhar também o funcionamento do transporte público e privado. Nossa ideia é retornar semanalmente com mais unidades até termos todas em funcionamento, mas tudo vai depender desta primeira análise”, disse a secretária de educação, Maria Justina da Silva.

Protocolos de Prevenção

O retorno dos alunos respeitará todos os protocolos de segurança em vigor, como o uso obrigatório de máscaras, distanciamento, higienização das mãos e limitação de 30% da capacidade das salas. Desta forma, as atividades serão no formato híbrido, com aulas presenciais e remotas, de acordo com o número de alunos por sala.

O protocolo prevê, ainda, a aferição de temperatura na entrada da escola e implantação de tapetes sanitizantes para limpeza dos calçados.

Profissionais da educação

Em fevereiro deste ano, a Secretaria de Educação distribuiu mais de 3 mil kits com materiais de apoio e equipamentos de proteção individual (EPIs) aos servidores das 50 escolas e 41 Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs). Cada servidor recebeu uma mochila personalizada, agenda, máscaras e protetores faciais. Até a próxima semana, a SMED entregará jalecos para todos os profissionais da educação, inclusive estagiários.

Os EPIs integram o Protocolo Sanitário, Administrativo e Pedagógico, que considera as medidas de enfrentamento à pandemia do coronavírus. Cada unidade escolar também recebeu um recurso emergencial do Governo Federal para as rotinas de higienização e desinfecção, incluindo a compra de álcool em gel e máscaras para aquelas crianças que não puderem dispor do equipamento de proteção.

Aulas remotas

A Secretaria de Educação mantém as aulas remotas e as atividades on-line para os alunos da rede pública. Os materiais são entregues quinzenalmente nas unidades escolares e os conteúdos também são disponibilizados em plataforma digital.

Foz tem hoje 17.850 alunos matriculados em 50 escolas e 7.686 crianças matriculadas em 41 CMEIs.

 

 

 

Assessoria

Facebook
Google+
Twitter
× Como posso te ajudar?