Prefeito Chico Brasileiro reforça a importância da vacinação e da atenção primária em saúde

 

O prefeito Chico Brasileiro voltou a reforçar nesta segunda-feira, 12, a importância da vacinação contra a covid-19 e contra a gripe, e destacou o trabalho das equipes das Unidades Básicas de Saúde (UBSs). “A vacinação, tanto contra a gripe quanto contra a covid-19, reforça o sistema imunológico. Nesse sentido, a atenção primária, junto com a Vigilância Sanitária, está desempenhando um papel essencial na conscientização da população, em especial no enfrentamento à pandemia”, disse.

Em Foz do Iguaçu, as UBSs, que são as principais estruturas da atenção primária, passaram a atender casos sintomáticos de covid-19 e também se engajaram na campanha de vacinação contra a doença. “São 19 UBSs auxiliando na campanha de vacinação contra a covid-19 e agora simultaneamente na vacinação contra a gripe. Outras 10 unidades atendem os casos sintomáticos de covid-19”, pontuou o prefeito.

Foz tem 29 Unidades Básicas de Saúde e uma Unidade Básica 24 horas. Com o aumento de contaminados pelo coronavírus e para atender a população com mais celeridade, a Secretaria de Saúde implantou o atendimento inicial para os casos de covid nas UBSs. A secretária Rosa Jeronymo reitera que essa foi uma medida necessária e que vem sendo realizada com todos os cuidados necessários para evitar que outras pessoas sejam infectadas.

Atendimento humanizado

Descentralizar a aplicação da vacina contra a covid-19 – anteriormente realizada somente na sede da Vigilância em Saúde – para os postos de saúde também foi uma estratégia definida pela Secretaria de Saúde para atender a população o mais próximo possível de suas casas. A Secretaria de Saúde esclarece que, ao levar a vacinação para mais próximo da população e por meio de agendamento, evita-se que muitas pessoas se desloquem ao mesmo tempo e se exponham ao vírus.

Na cidade já foram mais de 35.600 doses com essa nova etapa da vacinação, entre primeira e segunda dose. Chico Brasileiro destacou que é justamente o encerramento do ciclo, com a aplicação das duas doses, que vai fazer com que o sistema de saúde fique menos pressionado em relação a leitos para o tratamento da doença. “Estamos reforçando diariamente à população para que fiquem atentos, que mantenham os cuidados para o controle da doença e não percam a data exata para a segunda dose do imunizante”.

A pandemia comprova ainda, segundo Brasileiro, a necessidade de um sistema de saúde pública forte e atuante. “As equipes de saúde da atenção primária têm feito isso com primazia. O sistema municipal de saúde tem um atendimento humanizado, graças a esses trabalhadores”.

 

 

Assessoria

Facebook
Google+
Twitter
× Como posso te ajudar?