Licitação do Aeroporto de Foz e mais três do Paraná será nesta quarta, 8

 

O governo federal promove nesta quarta-feira (7) o primeiro grande leilão de infraestrutura deste ano. A 6ª rodada de concessão prevê o repasse, à iniciativa privada, de 22 aeroportos administrados pela Infraero, divididos em três grandes blocos. A licitação inclui o Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu e mais três do Paraná em Curitiba, São José dos Pinhais e Londrina.

O leilão dos aeroportos, que integra a 6ª rodada de concessão de terminais aeroportuários, será um teste para avaliar o impacto que o agravamento da pandemia pode ter no plano de privatização do governo federal para 2021. A União estima arrecadar mais de R$ 6,1 bilhões com o repasse das estruturas à iniciativa privada.

O aeroporto de Foz do Iguaçu integra o Bloco Sul, junto com o Afonso Pena em São José dos Pinhais, na região de Curitiba, o do Bacheri de Curitiba e o de Londrina, além dos terminais de Navegantes e Joinville (SC) e Pelotas, Uruguaiana e Bagé (RS).  O lance inicial previsto é de R$ 2,8 bilhões o maior da rodada.

O bloco Norte, que inclui os aeroportos de Manaus e Tefé (AM), Porto Velho (RO), Rio Branco e Cruzeiro do Sul (AC), Tabatinga (AM) e Boa Vista (RR), tem lance inicial de R$ 1,4 bilhão, enquanto o bloco Central, dos aeroportos de Goiânia (GO), São Luís e Imperatriz (MA), Teresina (PI), Palmas (TO) e Petrolina (PE), tem o lance inicial estabelecido em R$ 1,8 bilhão.

 

Contexto

“Estamos percebendo uma grande movimentação de mercado nesse leilão, o que mostra otimismo do setor mesmo em um ano de dificuldades marcado pela pandemia”, diz o secretário nacional de Aviação Civil, Ronei Glanzmann. A expectativa é de que esta 6ª rodada de concessões conte com forte presença de empresas internacionais.

Ao todo, foram recebidos sete propostas, para cada um dos três blocos. “Notamos muito interesse do mercado americano, asiático e europeu no mercado interno de aviação, que já mostra um reaquecimento”, ressaltou o secretário, expressando otimismo, especialmente pela presença de grupos estrangeiros no certame.

 

 

 

Foto: Sergio Fernandes
GDia

Facebook
Google+
Twitter
× Como posso te ajudar?