Foz do Iguaçu registra redução de 50% na média móvel nos últimos 14 dias

 

A Secretaria de Saúde de Foz do Iguaçu informou nesta segunda-feira, 5, que o município registrou uma redução de 50% na média móvel nos últimos 14 dias. A média móvel de casos, nos últimos sete dias até esta segunda-feira, está em 64,43 por dia.

A média móvel permite analisar se o número de casos confirmados e o de mortes da covid-19 na última semana tem aumentado ou diminuído, de acordo com o mesmo intervalo de tempo das semanas anteriores. A redução na média móvel é um indicativo de que as medidas adotadas pela prefeitura para conter a transmissão do coronavírus, como os três lockdowns nas três primeiras semanas de março, foram efetivas.

A diminuição de casos positivos para a covid-19 possibilitou a flexibilização no último final de semana, mas as medidas são constantemente avaliadas pela administração municipal conforme o cenário epidemiológico da doença. “Para que os números sigam baixos, é necessário que toda a população mantenha os cuidados básicos, como o uso de máscaras, o distanciamento social e a higienização das mãos, destacou a secretária de Saúde de Foz do Iguaçu, Rosa Jeronymo.

Casos

A Vigilância Epidemiológica confirmou, nesta segunda-feira (05), 42 novos casos de covid-19 em Foz do Iguaçu. O número de casos confirmados da doença segue reduzindo após medidas restritivas adotadas nas últimas semanas, porém o número de internamentos e óbitos ainda é preocupante.

Ao todo, o município registrou 32.085 casos da doença, dos quais 30.978 pessoas estão recuperadas. Entre os novos casos notificados nesta segunda, 21 são mulheres e 21 homens, com idades entre 15 e 81 anos. Duas pessoas estão internadas e 40 em isolamento domiciliar.

Do total de casos ativos em Foz, 270 pessoas estão em isolamento domiciliar, com sinais e sintomas leves, e 160 internadas. Os resultados dos exames da covid-19 feitos no Hospital Municipal Padre Germano Lauck estão sendo entregues em até 24 horas, o que possibilita a análise de um cenário mais fidedigno em relação à situação atual da pandemia em Foz.

Internamentos e mortes

O número de internamentos e de mortes pela covid-19 devem ser observados com cautela pela população. Esses números ainda são preocupantes e por esse motivo não se deve abrir mão das medidas restritivas que auxiliam no combate a disseminação do vírus. Nesta segunda-feira, foram registradas seis mortes em consequência da covid-19, de duas mulheres, de 63 e 64 anos, e quatro homens, de 59, 61, 63 e 70 anos. Foz contabiliza 677 mortes pela doença desde o início da pandemia.

Leitos Covid

A cidade possui, atualmente, 120 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) exclusivos para covid-19. O número é muito maior do que no início da pandemia, quando eram 17 no Hospital Municipal Padre Germano Lauck – hoje são 70, e 10 no Hospital Ministro Costa Cavalcanti – hoje são 50. Na ocupação, também são considerados os leitos do Hospital Madre de Dio, em São Miguel do Iguaçu. A ocupação de UTI atual é de 88,8%.

 

 

Assessoria

Facebook
Google+
Twitter
× Como posso te ajudar?