Unidade Campestre realiza atendimentos na Gleba Guarani até quinta-feira (2)

Os serviços da Unidade Campestre chegaram nesta terça-feira, 31, aos moradores da Gleba Guarani. Os caminhões da Secretaria de Saúde ficarão até quinta-feira, 2, no local, oferecendo consultas médicas, atendimentos odontológicos, triagem, farmácia popular, aferição da pressão arterial e diabetes, entre outros diversos procedimentos.

De acordo com a diretora de Atenção Básica, Jaqueline Tontini, outro importante serviço será o de cadastramento das mais de 900 famílias que se mudaram recentemente para os conjuntos habitacionais Angatuba, Boicy I e II, após serem sorteadas pelo Instituto de Habitação de Foz do Iguaçu (Fozhabita). Um levantamento prévio realizado pela pasta apontou mais de 4 mil novas pessoas que passarão a ser atendidas na região.

“Grande parte dessas famílias vieram de outros bairros e precisam ter os dados atualizados junto à unidade de saúde do bairro. Aqui eles irão encontrar a mesma equipe da UBS, assim já terão uma proximidade com os profissionais que os receberão”, disse Tontini.

Uma dessas novas pacientes é Isolina Arce, que se mudou há menos de uma semana para o residencial Boicy I e foi até o local para buscar atendimento odontológico. “Eu achei muito bom, porque ficou ao lado da minha casa e foi muito rápido. Quero que esse projeto continue mais vezes”, disse a moradora.

As consultas na unidade móvel estão disponíveis a todos moradores da região até quinta-feira, como o seu Geraldo, que vive no bairro há 30 anos. Aos 67 anos e com dificuldades de locomoção, elogiou o trabalho feito perto de onde vive.

“Eu venho sentindo algumas dores e já queria me consultar, mas ficava difícil procurar o posto. Aqui eu só cheguei e já marquei minha consulta para amanhã, sem nenhuma fila. Vai me ajudar bastante e vou falar para a minha esposa vir também”.

 

Atendimento para todas as idades

Seu José Caetano, 66, foi até a unidade após saber que poderia aferir a glicemia e pressão arterial. Além de fazer o exame de rotina, ainda conheceu os serviços da Associação dos Diabéticos de Foz do Iguaçu (ADIFI), que fará ações de orientações sobre a doença durante esta semana no local.

“Moro há mais de 25 anos neste mesmo bairro e essa é a primeira vez que vejo um serviço assim. Todos estão de parabéns. Agora que a população aumentou, vamos ter esse privilégio”, afirmou.

Se para o Seu José Caetano foi um atendimento de rotina, para o pequeno Bernardo, de 4 anos, foi a primeira vez em um dentista, onde recebeu um tratamento especial da equipe que o atendeu.

O mesmo aconteceu com Jucimar Silva, que trouxe os quatro filhos para o atendimento odontológico. “Eles precisavam de um dentista e muitas vezes não temos condições de pagar. Por isso já vim com todos e sei que isso vai me ajudar muito”, disse a moradora.

“A Unidade Campestre é marcada por esse atendimento humanizado que dá aos moradores. São prestados os serviços de saúde, mas os profissionais também conversam com esses pacientes, fazem amizade e mostram como estão disponíveis para ajudá-los em tudo. É um projeto muito importante e que deve continuar”, destacou a secretária de Saúde, Rosa Jeronymo.

 

 

 

Assessoria

Facebook
Google+
Twitter
× Como posso te ajudar?