Atletas de Foz ficam entre os melhores do mundo em Campeonato Mundial de Atletismo Sub 20

Os atletas iguaçuenses Felipe Izidoro e Érica Geni Barbosa voltaram a Foz do Iguaçu nesta semana após disputarem o Campeonato Mundial de Atletismo Sub 20, no Quênia, com a seleção brasileira. A competição terminou no domingo (22), sem medalhas para o Brasil, entretanto, não faltaram motivos para celebrar.

Felipe disputou a prova do salto triplo e ficou entre os oito melhores do mundo na categoria, enquanto Érica correu os 200m e 400m, ficando em 11º lugar. Números empolgantes para um campeonato que reuniu mais de mil atletas de 110 países.

“Toda a estrutura da competição, os atletas, os voluntários, enfim, tudo foi maravilhoso. Presenciei vários recordes mundiais impressionantes e me deixaram com a vontade de ficar cada vez mais preparada para voltar a representar o Brasil em novos eventos. Depois de termos uma experiência como essa, ficamos com vontade de ter cada vez mais”, disse Érica, com alegria.

“Voltei para casa com uma bagagem cheia de experiência e emoções indescritíveis, e sei que, no futuro, essa bagagem vai fazer parte de algo que eu jamais imaginei que um dia alcançaria!”, celebrou Felipe.

A dupla da fronteira também está classificada e já se prepara para o próximo desafio, que é a disputa do Pan Americano de Atletismo Sub 20, previsto para 22 a 24 de outubro em Santiago (Chile).

 

Talentos da fronteira

Ambos iniciaram no esporte em Foz do Iguaçu, por meio do projeto Jovens Atletas Campeões do Futuro e hoje integram o Instituto do Atletismo. A cada campeonato disputado, Felipe e Érica despontam mais como promessas do esporte nacional.

Felipe tem 17 anos e está em seu primeiro ano de competições internacionais, já tendo sido bronze no salto triplo durante o Sul-Americano Sub 20, em julho. O primeiro contato com o atletismo veio aos 14 anos. O grande objetivo é seguir na carreira e conquistar uma classificação para as Olimpíadas de 2024, em Paris.

Érica, de 18 anos, é atleta do Instituto de Atletismo de Foz do Iguaçu desde os nove anos de idade, onde começou por diversão, mas se apaixonou pelas competições e desde então acumula recordes, como as três medalhas de ouro do Sul-Americano Sub 20 neste ano.

O técnico dos atletas, Sergio Muniz, o Quick, celebra o caminho de sucesso dos jovens. “É um grande orgulho para todos nós e uma referência para o nosso projeto, que trabalha com tantos jovens que sonham em chegar às grandes competições. Mantemos o preparo diário, pé no chão e trabalho firme, somente assim grandes feitos virão”, apontou.

 

Instituto do Atletismo

Os talentos do instituto são mantidos pelo projeto Jovens Atletas Campeões do Futuro, uma parceria da Prefeitura de Foz do Iguaçu, por meio da Secretaria de Esporte e Lazer, em parceria com a Itaipu Binacional.

“Notícias boas chegam diariamente em diversos esportes praticados por atletas de Foz. Seguimos avançando em políticas públicas para o incentivo da prática esportiva na cidade, para continuarmos repetindo o sucesso com jovens que vem da base e brilham em competições”, garantiu o secretário de Esporte e Lazer, Antonio Sapia.

 

 

 

 

Assessoria

Facebook
Google+
Twitter
× Como posso te ajudar?