Abeoc e Abrasel destacam setor de eventos de Foz do Iguaçu

A retomada de eventos e da gastronomia em Foz do Iguaçu, como indicada no decreto municipal de 30 julho, foi o principal destaque da Abeoc, Abrasel, gestores e parlamentares nesta terça-feira, 24, na audiência pública da Frente Parlamentar do Coronavírus. “Cumprimento o prefeito Chico Brasileiro. Estivemos na reunião da Secretaria Estadual de Saúde conversando justamente sobre as liberações do setor de eventos e do turismo no modo geral”, disse Fábio Skraba, presidente da Associação Brasileira de Empresas de Eventos.

Fábio Skraba disse que a cidade se antecipou até nos eventos-testes com o Festival das Cataratas em dezembro de 2020 e destacou ainda o painel Viva Foz, realizado na semana passada, que prevê eventos híbridos e presenciais. “O Festival das Cataratas foi um evento 100% seguro e todos os participantes aprovaram. O setor de eventos está capacitado para retornar, temos condições, regramento e cumprimos com todas as normas de segurança”, disse.

A Abeoc aponta que o setor de eventos faturou R$ 936 milhões no país em 2019 e que, no Paraná, o setor é composto por 98% de micros e pequenas empresas, que na sua maioria está parada nos últimos 16 meses e 90% dos postos de trabalhos foram extintos. “É por isso que defendemos a criação do Fundo Paranaense de Eventos e Turismo que será destinado ao apoio financeiro exclusivo para ações, obras e serviços públicos voltado para o desenvolvimento do turismo sustentável e eventos”.

 

Rastreabilidade

Julio Cezar Hezel, diretor da Associação Brasileira de Eventos e da Associação Brasileira Brasileira de Bares e Restaurantes, disse que o Paraná precisa seguir o exemplo de Foz do Iguaçu com o retorno da programação incluindo a rastreabilidade dos participantes no chamado pós evento. “Nós precisamos que o Paraná volte a ser vanguarda no setor, como o prefeito Chico Brasileiro fez em Foz do Iguaçu”.

“Nós temos a rastreabilidade que nenhum outro setor da economia tem. O setor de eventos não pode trabalhar como todos os outros setores. Temos que ter uma programação de eventos como Foz do Iguaçu, São Paulo, Porto Alegre, Florianópolis”, completou.

O vice-prefeito Curitiba, Eduardo Pimentel, comentou que Foz do Iguaçu, como um dos principais destinos turísticos do país, está adiantada na programação de eventos. “Muitos dos exemplos na condução do turismo em Foz do Iguaçu podem ser usados em Curitiba e no Paraná”, disse.

 

Condução

O deputado Soldado Fruet disse que as medidas tomadas pelo prefeito Chico Brasileiro no setor do turismo estão bem conduzidas “com todos os cuidados devidos e tudo mais” e pediu a liberação do uso da máscara às crianças durante as atividades das escolinhas de futebol. “Quero parabenizar o prefeito na condução desta questão do turismo de eventos com todos os cuidados, liberando gradativamente”.

“O prefeito deixou bem explicado que o evento não é de um dia para o outro, é programado e fica difícil saber lá na frente como estará a pandemia. Mas, dentro do possível está sendo muito bem tratado e Foz do Iguaçu está voltando a ser uma cidade de turismo e, principalmente, do turismo de eventos”.

O vereador Alexandre Leprevost, vice-presidente da Câmara Municipal de Curitiba, também cumprimentou Foz do Iguaçu pela medidas que antecipam a programação de eventos, o que serve de referência para outras cidades e destinos turísticos. “Eu parabenizo o prefeito Chico Brasileiro pela visão moderna e compreensiva com o mercado de eventos”,.

“O prefeito Chico Brasileiro pode ser um exemplo para o estado inteiro. Eu acredito que ele possa somar muito nos protocolos que o estado deve tomar, claro que cada região tem sua peculiaridade, mas a visão do prefeito é que precisamos ter no Paraná todo”, completou.

 

 

 

Assessoria

Facebook
Google+
Twitter
× Como posso te ajudar?