Educador Ambiental registra a chegada de ave migratória em Foz do Iguaçu

A tesourinha (Tyrannus savana) é uma ave passeriforme da família Tyrannidae, sua cauda longa em forma de “V” faz jus ao seu nome popular. Sua coloração preta, cinza e branca é inconfundível. Sua alimentação é baseada em insetos e frutos, sendo importante dispersora de sementes, uma eficiente jardineira. A tesourinha é uma ave migratória, ela se despede de Foz do Iguaçu no final do verão, retornando à cidade ao final do inverno, no intuito de se reproduzir e aproveitar a oferta de alimentos na primavera e verão.

Ela passa o outono e inverno na Amazônia e quando a primavera se aproxima, ela faz sua jornada de volta ao sudeste e sul da América do Sul. Os machos são os primeiros a chegarem da grande viagem. Eles possuem a cauda maior, possivelmente para atrair as fêmeas. Cientistas estudam as rotas migratórias dessa espécie e observaram que existem populações migrantes intra-tropicais, temperadas-tropicais e populações totalmente residentes (que não realizam migrações).

O educador ambiental, guia de turismo e fundador do projeto Birdwatching Foz, Fabrício Vilela de Araújo, registrou um indivíduo macho no Parque Monjolo, na manhã de quarta-feira (18), possivelmente o primeiro registro da temporada reprodutiva de 2021. Ela habita desde a América do Norte, até o Sul da Argentina.

 

 

 

Assessoria

Facebook
Google+
Twitter
× Como posso te ajudar?