PRF deflagra operação para combater crimes na região da Ponte da Amizade

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) realiza a operação Rapinam (que significa Roubo, em latim) para a repressão aos crimes de roubo na região de acesso à Ponte Internacional da Amizade (PIA), bem como nos locais críticos de ocorrências ao longo da BR-277, no trecho sob circunscrição da Delegacia de Foz do Iguaçu.

Com a retomada econômica regional, e o consequente aumento do fluxo viário transfronteiriço, elevam-se, de igual maneira, as práticas criminosas. Assim, a PRF atuará nos pontos mais suscetíveis a assaltos, com base nos dados amplificados de inteligência.

 

Peculiaridades locais

A zona primária no acesso à PIA, localidade que exige complexo nível de atuação da PRF, pela proximidade da fronteira com o Paraguai e com comunidades lindeiras, possibilita uma potencialização das ações logísticas criminais, com variadas rotas de fuga.

Trata-se de um sensível perímetro o qual demanda a execução de um trabalho coordenado dos órgãos de segurança pública federais, estaduais e municipais.

E a PRF intervém com rondas volantes dinâmicas, com a identificação criminal de pessoas e veículos, de modo a inibir e impedir a prática dos “roubos de oportunidade”.

De modo sinérgico, os policiais da União também combatem as organizações criminosas, altamente armadas, as quais tentam praticar assaltos em uma das maiores rotas nacionais de drenagem dos produtos ilegais, que é a BR-277.

Enfim, através de uma incisiva repressão qualificada, a PRF efetiva a segurança dos turistas, moradores e comerciantes da região, bem como impacta setores estratégicos para a prosperidade nacional.

 

 

 

 

 

Assessoria

Facebook
Google+
Twitter
× Como posso te ajudar?