Prefeito reivindica vacinas extras garantidas pelo Ministério da Saúde

O prefeito de Foz do Iguaçu, Chico Brasileiro, encontrou-se com o secretário executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz, e Rosane Leite de Melo, secretária extraordinária de enfrentamento à covid, em Brasília, nesta quarta-feira (18), em Brasília, para reivindicar o restante das vacinas extras garantidas pelo governo federal aos municípios de fronteira do Paraná.

Em julho, o Ministério da Saúde confirmou o envio de 90 mil doses extras para Foz do Iguaçu, Guaíra, Barracão e Santo Antônio do Sudoeste. O primeiro lote foi enviado no dia 16 de julho – Foz recebeu 37.885 doses. O segundo foi entregue no dia 10 de agosto, mas Foz recebeu apenas 20.532 doses.

Brasileiro reivindica que as demais doses sejam entregues. “Conseguimos avançar muito na vacinação. Estamos com mais de 96% da população adulta vacinada com pelo menos a primeira dose. Mas já percebemos que vamos passar facilmente dos 100%, porque a demanda é muito maior do que a esperada”, afirmou Chico Brasileiro.

“Os municípios de fronteira têm uma condição diferenciada em relação à vacinação e aos atendimentos de saúde, de forma geral, e isso precisa ser compreendido”, complementou o prefeito. O deputado federal Ricardo Barros, líder do governo na Câmara dos Deputados, também participou do encontro.

As vacinas extras são reivindicadas pelo prefeito e pela secretária municipal de Saúde, Rosa Maria Jerônymo, desde fevereiro deste ano, devido à grande circulação de pessoas na cidade, aumentando o risco de transmissão do vírus e até de novas variantes. Até esta quarta-feira (18), Foz do Iguaçu recebeu 263.508 doses e aplicou 248.962. Já receberam a primeira dose 183.392, o que representa 96,1% da população acima de 18 anos; e 58.517 receberam as duas doses, o que representa 33,1%.

 

 

 

 

 

Assessoria

Facebook
Google+
Twitter
× Como posso te ajudar?