Argentinos vão encontrar Foz do Iguaçu com 93% vacinada

Os argentinos que cruzarem a Ponte da Fraternidade vão encontrar Foz do Iguaçu com mais de 93% da população vacinada. Esse será mais argumento do governador de Misiones, Oscar Ahuad, ao presidente argentino, Alberto Fernández, na visita que fará neste sábado, 14, a Puerto Iguazu. Oscar Ahuad pretende fazer da travessia entre as duas cidades um projeto-piloto para a reabertura da fronteira argentina.

As autoridades argentinas fecharam a ponte entre os dois países em março de 2020. Desde então, o comércio da cidade, que tem como sua principal atividade econômica, o turismo, compra e gastronomia vem agonizando. Dos 2,5 mil estabelecimentos, pelo menos 50% fecharam suas portas. Antes da pandemia, a cidade de 105 mil moradores recebeu 1,5 milhão visitantes nas Cataratas do Iguaçu no lado argentino.

Nos três lados da fronteira, a vacinação avançou. Puerto Iguazú anunciou que começou a vacinar os adolescentes mórbidos de 12 a 17 anos e Foz do Iguaçu já abriu a vacinação para os 18 anos. Em Ciudad del Este, no Paraguai, a faixa etária para receber as vacinas está na casa dos 20 anos.

 

Foz preparada

“Já estamos preparados tanto do ponto de vista sanitário, com avanço da vacinação, como na parte da estrutura dos atrativos, hotéis, restaurantes. Todos preparados para receber bem os visitantes que venham a Foz do Iguaçu’, disse o prefeito Chico Brasileiro.

A secretária municipal de Saúde, Rosa Jeronymo, espera completar a vacinação para a população adulta até o final de agosto e continuar avançando com a aplicação da segunda dose da vacina nas próximas semanas. “As remessas estão sendo enviadas pelo Ministério da Saúde em uma frequência mais constantes. Vamos avançar na vacinação com a segunda dose na próxima semana”, apontou.

O governador argentino afirma que o Brasil possui um sistema de saúde forte, de alta complexidade, assim como Puerto Iguazú, o que não resultaria na troca de pacientes em uma possível reabertura.

“Esperamos a decisão do governo argentino, mas somos o primeiro destino turístico na região de fronteira que vai alcançar 93% da população adulta vacinada. Todos os atrativos, hotéis e restaurantes da cidade estão cumprindo com todos os protocolos de segurança. A reabertura da ponte vai atender tanto os brasileiros como os argentinos”, disse Paulo Angeli, secretário municipal de Turismo, Projetos Estratégicos e Inovação.

 

 

 

Assessoria

Facebook
Google+
Twitter
× Como posso te ajudar?