Grupo de Trabalho Itaipu-Saúde volta a se reunir

Reformulado e com um novo modelo de gestão, o Grupo de Trabalho Itaipu-Saúde retomou suas atividades nesta terça-feira (10), com uma reunião de alinhamento on-line. Integrantes de instituições ligadas à saúde do Brasil, da Argentina e do Paraguai participaram do encontro, coordenado pela Itaipu Binacional.

Essa foi a 179ª reunião do GT, que não se reunia desde 2019. As atividades foram retomadas agora, com uma série de mudanças que devem deixar a atuação do Grupo mais ampla e efetiva junto a órgãos de saúde.

Segundo o coordenador suplente do GT, Marcio Bortolini, assessor do diretor de Coordenação da Itaipu, esse primeiro “re-encontro” serviu para alinhar as expectativas e temas de interesse dos membros do grupo. “Nosso objetivo é olhar tanto para demandas pequenas, pontuais, como para as maiores, que abrangem os diversos países”, afirmou.

Entre as mudanças, uma das mais importantes é que agora a Argentina, que anteriormente era uma convidada, será um membro efetivo do grupo, com direito a cinco representantes no colegiado. Brasil e Paraguai também terão cinco membros no colegiado cada um, totalizando 15 membros.

As reuniões deixam de ser mensais e passam a ser trimestrais para esses membros do colegiado, e as Comissões Técnicas farão encontros conforme a necessidade. Também haverá uma nova estruturação das Comissões Técnicas, que serão criadas com base em temas prioritários e de caráter geralmente temporário.

A expectativa é que, agora, o grupo possa atuar de forma ainda mais integrada e com mais agilidade, principalmente em assuntos relacionados à saúde na fronteira. Durante a reunião, os integrantes do GT sugeriram como temas de interesse saúde mental, covid-19, fortalecimento da atenção primária e vigilância em fronteiras.

Da parte brasileira, participaram do evento Fernando Cossa, da Fundação de Saúde Itaiguapy; Iélita Santos da Silva, da Secretaria de Estado da Saúde do Paraná/9ª Regional de Saúde de Foz do Iguaçu; Ivana Lúcia Belmonte, da Secretaria de Estado da Saúde do Paraná; Rosa Maria Geronymo e Jaqueline Tontini, da Secretaria Municipal de Saúde de Foz do Iguaçu; Larissa Fernanda Machado Eloia Sales, Marina Pitella e Sonia Maria Pereira Damasceno, do Ministério da Saúde, entre outros.

Pelo Paraguai, os participantes foram Daniel Ramirez Brizuela, coordenador suplente do GT pela Margem Direita da Itaipu; Antonio J. Guerrero Ayllon, da 10ª Região Sanitária de Alto Paraná; Osvaldo León Mancuello, da 14ª Região Sanitária – Canindeyú; e Thadeo Teixeira, do Ministério da Saúde Pública e Bem-Estar Social do Paraguai. A Argentina foi representada por Adrian Saldias, do Ministério da Saúde de Posadas.

 

GT Itaipu-Saúde

Criado em 2003, o GT Itaipu-Saúde realizou, até 2020, 178 reuniões ordinárias para troca de experiências e informações. Ao longo desses anos, foram realizados 115 projetos e ações, com mais de 40 parceiros, capacitando e qualificando cerca de 11.700 profissionais da saúde, educação e trânsito.

Mais de 18 mil pessoas participaram de eventos comunitários voltados à saúde e bem-estar da população organizados pelo GT Itaipu-Saúde.

O grupo chegou a ter oito comissões técnicas, abordando diferentes temas: Saúde da Criança e do Adolescente, da Mulher; do Indígena; do Idoso; do Homem; Mental; e de Acidentes e Violências.

 

 

 

 

 

Assessoria

Facebook
Google+
Twitter
× Como posso te ajudar?