UNILA abre inscrições para cursos de português para migrantes e refugiados

A UNILA está com inscrições abertas para dois cursos de português voltados para a comunidade: preparação para o exame que fornece o Certificado de Proficiência em Língua Portuguesa para Estrangeiros (Celpe-Bras); e português brasileiro para migrantes e refugiados. As aulas no próximo semestre não serão presenciais. Inscrições e cursos são gratuitos.

Para quem deseja se preparar para fazer o exame do Celpe-Bras, as inscrições (clique aqui) estão abertas até o dia 2 de agosto. O curso é direcionado para pessoas em condições de migração e, especialmente, para estudantes que desejam ter o certificado de nível de proficiência para seguir com os estudos universitários no Brasil. Também é voltado a profissionais cujos conselhos de classe possam exigir o documento para fins de validação de diploma. Estão disponíveis 70 vagas e as aulas serão no período de 14 de agosto a 8 de outubro.

A coordenadora do projeto, professora Laura Ferreira, conta que o curso vem sendo ofertado na UNILA desde 2011 e que, há três anos, passou a contar com duas edições anuais. Ela também explica que a maioria das aulas será realizada com atividades assíncronas, permitindo mais flexibilidade para os inscritos.

“Como a prova tem o foco nas atividades de escrita, o curso é uma boa oportunidade para desenvolver essa habilidade. No curso, fazemos muitos simulados das tarefas da prova, e assim dá para a pessoa saber, aproximadamente, qual é a proficiência dela a partir dos parâmetros do exame”, conta Laura.

Sobre a aplicação da prova do Celpe-Bras, é preciso ficar atento ao cronograma do Inep (clique aqui), órgão que coordena essa atividade. A aplicação do novo exame está prevista para os dias 7 a 9 de dezembro. As inscrições começaram nesta segunda (26) e prosseguem até o dia 6 de agosto. A UNILA é um polo de aplicação das provas e deve retomar essa atividade, paralisada desde 2019 em função da pandemia.

 

Migrantes e refugiados

O curso de português brasileiro para migrantes e refugiados está com inscrições abertas (clique aqui) até o dia 21 de agosto. São ofertadas 50 vagas, especialmente para o acolhimento de residentes fronteiriços, migrantes, refugiados e portadores de visto humanitário. A ideia é que os candidatos desenvolvam competências necessárias para que possam usar o português como língua estrangeira com diferentes propósitos, a exemplo de saúde, estudos e trabalho. O curso será ministrado pela plataforma Google Sala de Aula e segue uma metodologia de ensino por tarefa, sendo possível a matrícula de novos estudantes a qualquer momento.

A carga horária total do curso é de 20 horas, divididas em quatro módulos de cinco horas cada um, que vão tratar o uso da língua estrangeira em situações similares ao cotidiano. Os módulos são: Abrigo e acomodação; Alimentação, saúde e bem-estar; Educação e capacitação; e Emprego.

De acordo com a coordenadora do curso, professora Tatiana Carvalhal, o projeto teve início em 2019, em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social. A coordenadora explica que, além das tarefas, os materiais culturais relacionados a cada módulo serão construídos coletivamente, de forma a tratar do tema migração e para impulsionar discussões em torno de contatos culturais que as situações de deslocamento promovem, contribuindo para o acolhimento daqueles que chegam ao país e à região.

 

Serviço:

Preparatório Celpe-Bras

Inscrições: até 2 de agosto por meio do Sistema Sigaa (clique aqui)

Vagas: 70

Aulas: 14/08 a 08/10

Português brasileiro para migrantes e refugiados

Inscrições: até 21 de agosto por meio do sistema Sigaa (clique aqui)

Vagas: 50

Aulas: 14/08 a 04/10

 

 

 

 

 

 

Assessoria

Facebook
Google+
Twitter
× Como posso te ajudar?