Itaipu Binacional recebe pela 6ª vez o Selo Pró-Equidade de Gênero e Raça

A Itaipu Binacional foi uma das empresas homenageadas, na tarde dessa quarta-feira (14), com o Selo Pró-Equidade de Gênero e Raça, iniciativa do Governo Federal por meio da Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH). Itaipu foi premiada em todas as seis edições do Selo.

“Vou fazer uma portaria e proibir Itaipu de participar, porque ela ganha tudo nesse ministério”, brincou a ministra Damares Alves. No último dia 5, Itaipu recebeu o prêmio “Melhores Práticas em Equilíbrio Trabalho-Família”, também concedido pelo MMFDH.

A binacional foi selecionada por comprovar a realização de ações afirmativas para questões de gênero e raça desenvolvidas no biênio 2016-2017. Os documentos comprobatórios foram entregues em 2018 mas, devido a alterações no programa e a limitações impostas pela pandemia de covid-19, o resultado está sendo divulgado agora, em 2021.

Para o diretor Administrativo da Itaipu, almirante Paulo Roberto da Silva Xavier, conquistas como essas são “fruto do comprometimento e abnegação dos nossos profissionais. Nossa Empresa vem se destacando no cenário nacional e internacional, nas práticas adotadas, reconhecimento esse expressado nos diversos prêmios que recebemos”.

Atualmente, as ações de equidade de gênero e raça na empresa estão abrigadas no Programa Gestão da Diversidade, sob coordenação da Superintendência de Recursos Humanos, na Divisão de Seleção e Acompanhamento de RH.

A empresa foi representada na cerimônia por Zilmara Vidal, do Departamento de Desenvolvimento de Recursos Humanos.

No total, 122 organizações se inscreveram para receber a honraria. Além da Itaipu, 63 foram contempladas, entre elas Avon, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Johnson e Johnson, Petrobras, PWC Brasil e White Martins, assim como diversas empresas da holding Eletrobras.

Além da ministra Damares Alves, participaram do evento o diretor do escritório da Organização Internacional do Trabalho (OIT) no Brasil, Martin Hahn; a gerente de projetos da ONU Mulheres, Vanessa Gomes Sampaio; presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães; o presidente do Banco do Brasil, Fausto de Andrade; o secretário especial de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco; a secretária de Políticas para Mulheres, Cristiane Brito; entre outras autoridades, políticos e representantes das empresas premiadas.

 

 

 

 

Assessoria

Facebook
Google+
Twitter
× Como posso te ajudar?