Projeto Vila A Inteligente lança edital para atração de empresas

O Projeto Vila A Inteligente lançou, nesta manhã de quarta-feira (7), o edital para atrair empresas de todo o Brasil para testarem suas tecnologias no primeiro bairro inteligente do País. O edital, denominado Smart Vitrine, irá durar dois anos. O lançamento consiste numa série temática de cinco programas semanais, com duas horas de duração, e que é realizada on-line, em parceria com a plataforma Connected Smart Cities & Mobility.

Cerca de 100 representantes de empresas de base tecnológica participaram desse primeiro encontro. Em nome das instituições parceiras do projeto, o lançamento também contou com a participação do diretor-geral brasileiro da Itaipu Binacional, general João Francisco Ferreira, do diretor-superintendente do Parque Tecnológico Itaipu (PTI), general Eduardo Garrido, do presidente da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Igor Calvet, do presidente do Inmetro, Marcos Heleno Guerson, e do prefeito de Foz do Iguaçu, Chico Brasileiro.

O projeto Vila A Inteligente consiste na utilização de um espaço denominado Sandbox, próprio para testar e validar novas tecnologias, resolvendo problemas reais e melhorando a qualidade de vida da população que reside no bairro Itaipu A, em Foz do Iguaçu. Por meio do Decreto Municipal 28.244, de 23/06/2020, é possível selecionar empresas com soluções de Smart Cities para atuar no projeto.

Para o general João Francisco Ferreira, a ação é muito bem-vinda em um momento em que é importante estimular a economia. “Essa iniciativa certamente vai incentivar o empreendedorismo e a inovação tão necessárias no ambiente competitivo atual. E a Itaipu está e continuará sempre comprometida com os objetivos desse projeto”, afirmou.

As soluções tecnológicas que serão apresentadas nas propostas devem ser enquadradas em um dos seguintes eixos temáticos: Meio Ambiente; Tecnologia e Inovação; Segurança; Economia; Finanças ou Empreendedorismo; Governança; Urbanismo; Saúde; Educação; Energia; Habitação; Esporte, Cultura ou Recreação; Telecomunicações; Mobilidade e Acessibilidade; Agricultura; Saneamento; ou Turismo.

Segundo Calvet, da ABDI, a definição dessas áreas temáticas demonstra a transversalidade do projeto. “Cidades inteligentes é um mundo transversal, múltiplo, e as tecnologias transbordam para outras áreas”, explicou. “Temos visto as dificuldades que outros municípios enfrentam para atrair empresas de base tecnológica. Por isso, este projeto é inovador e deve se tornar um centro de irradiação para todo o Brasil”, acrescentou.

O prefeito agradeceu pela escolha do município para abrigar o projeto e destacou a importância de as empresas apresentarem propostas. “Esse edital é um grande marco para que possamos mostrar ao mundo que é possível transformar as cidades, proporcionando uma vida melhor, mais saudável, com segurança e sustentabilidade”, enfatizou.

Para participar do edital, será necessária a inscrição das propostas, a análise de elegibilidade, a avaliação, a pré-seleção, a instalação das soluções, a elaboração do contrato, a escolha das propostas, e a reunião com as empresas inscritas.

“Temos orgulho de ser o primeiro bairro Sandbox do Brasil para validação de tecnologias pelo Inmetro, nosso parceiro nessa iniciativa”, destacou o general Garrido. “E o lançamento deste edital é um passo importante, no sentido de transformar nossa cidade em referência nacional em cidades inteligentes”, disse.

O coronel Marcos Heleno Guerson, presidente do Inmetro, destacou o papel da instituição no projeto, que é fazer a avaliação da conformidade, verificar quais são os requisitos e de como eles devem ser medidos, e de acreditação das soluções testadas. “É um projeto em que a qualidade e a precisão dos sensores são fundamentais. E o Inmetro tem esse papel transmitir confiança. E quando fazemos isso apropriadamente, reduzimos o custo que as empresas teriam pra demonstrar a qualidade e confiabilidade de seus produtos”, explicou.

 

Inscrições

Para participar do edital, as inscrições devem ser realizadas através de preenchimento do formulário on-line (https://hubiguassu.pti.org.br/), além do link para seu Pitch Deck e Pitch Vídeo. Serão aceitas inscrições de empresas de base tecnológica e startups brasileiras que estejam constituídas no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ), matriz da Receita Federal, que atendam às condições descritas no edital.

Propostas que contribuam para o enfrentamento da pandemia da covid-19 ou a melhoria da qualidade de vida de Pessoas com Deficiências (PcD), terão prioridade na seleção. Dúvidas ou questionamentos referentes ao edital devem ser encaminhadas pelo e-mail: vila.a.inteligente@pti.org.br.

 

 

 

Assessoria

Facebook
Google+
Twitter
× Como posso te ajudar?