Comerciantes de CDE se preocupam com possíveis aberturas de lojas francas em Foz

O anúncio de que Foz do Iguaçu poderá receber até 50 lojas francas, ou duty free, nos próximos três anos, gerou preocupação entre os comerciantes de Ciudad del Este, no Paraguai. O município brasileiro tem atualmente quatro lojas autorizadas para atuar pelo regime diferenciado, que permite a revenda de produtos importados ou desnacionalizados com carga tributária quase zero.

De acordo com a prefeitura, mais de 100 empresários buscam informações para instalar as duty free em Foz do Iguaçu. Das autorizadas, duas estão abertas – Liberty Duty Free no Cataratas JL Shopping e a Cellshop no Shopping Catuaí-Palladium. A instalação está embasada na lei 12.723, aprovada em 2012 e normatizada em 2018.
Uma projeção da Prefeitura de Foz do Iguaçu revela que, nos próximos três anos, poderão ser instaladas mais 46 duty free no município fronteiriço. No momento, segundo o diário ABC Color, as autoridades demandam esforços para aumentar o limite de compras, de US$ 300 para US$ 500.

O prefeito Chico Brasileiro já formalizou no Ministério da Fazenda, em Brasília, o pedido de elevação da cota das lojas francas. “Poderá ser uma grande conquista para consolidar o turismo de compras como um grande atrativo que se somará aos já reconhecidos”, disse.

As boas perspectivas preocupam os comerciantes de Ciudad del Este que temem perder competitividade. “Se você aumentar as lojas francas para mais de 40, podemos perder até 80% do nosso movimento”, avalia Said Taigen, secretário da Câmara de Comércio e Serviços de Ciudad del Este. “E isso seria catastrófico para nossa infraestrutura que temos em todas as cidades fronteiriças”, ressaltou.

Taigen disse, segundo o jornal,  acreditar que isso não acontecerá apenas em Foz do Iguaçu, mas também em outras cidades vizinhas ao Paraguai. O formato dos estabelecimentos, representa uma oportunidade para as 33 cidades brasileiras em fronteira terrestre com cidades semelhantes de outros países.

 

 

 

 

GDia

Facebook
Google+
Twitter
× Como posso te ajudar?