Hospital Ministro Costa Cavalcanti completa 42 anos neste dia 1º de julho

Inaugurado em 1º de julho de 1979, com o objetivo de atender uma população de 40 mil pessoas, o Hospital Ministro Costa Cavalcanti (HMCC) nasceu para oferecer atendimento hospitalar aos operários e familiares que vieram a Foz do Iguaçu para a construção da maior hidrelétrica do mundo até então, a Itaipu Binacional, a partir de 1975.

Na ocasião, a Itaipu adquiriu o que havia de mais moderno na época para montar o hospital. A estrutura, instalada em uma área construída de 11.500 m², abrigou de início um ambulatório médico, um pronto-socorro 24 horas e 181 leitos de internação, sendo 64 deles para cuidados mínimos de adultos, 31 para cuidados intermediários de adultos, 45 voltados ao atendimento pediátrico, 31 na maternidade e 10 leitos de Unidade de Tratamento Intensivo. No Centro Cirúrgico eram seis salas.

Houve intensa capacitação dos profissionais que já trabalhavam nos hospitais que a Itaipu operava por aluguel e nos ambulatórios próprios. Também houve a contratação de novos profissionais, dentre eles médicos formados em conceituadas escolas de medicina.
No início da década de 1990, com a redução substancial dos empregados que trabalhavam na construção da usina, a estrutura do hospital começou a ficar ociosa e, paralelamente, a demanda por serviços de saúde em Foz do Iguaçu e região era superior à oferta.

Diante disso, a Diretoria da Itaipu entendeu que deveria a estrutura para a comunidade. Mas isso não poderia ser feito pela empresa na forma como outrora administrava o hospital. Dentre as alternativas, a que se mostrou mais viável foi a criação da Fundação de Saúde Itaiguapy para administrar o Hospital Ministro Costa Cavalcanti e, assim, ampliar sua abrangência de atendimento para toda a comunidade, e não apenas aos funcionários da Itaipu e seus dependentes.

“O Hospital conta com uma estrutura invejável e é muito bem administrado, inclusive com preocupações para o futuro”, disse o diretor-geral brasileiro de Itaipu, general João Francisco Ferreira, que garantiu a continuidade do apoio da margem brasileira de Itaipu à instituição. “Minha intenção é que seja mantido esse trabalho e tudo o que está dando certo até aqui”, completou.

Uma trajetória de cuidados

Ao longo dos 42 anos, e com investimentos da mantenedora, o Hospital Ministro Costa Cavalcanti cresceu passando por uma série de reformas, ampliações e implantação de novos serviços.
Hoje, o Costa Cavalcanti atende mais de 60% dos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), emprega em torno de 1.400 trabalhadores e possui corpo clínico formado por mais de 400 médicos.

“A qualidade baseada no comprometimento das pessoas é a base de todo trabalho realizado ao longo dos 42 anos de história do nosso hospital”, frisou o diretor superintendente, Fernando Cossa. “Estamos passando por constantes evoluções nos últimos anos, e somos gratos à Itaipu Binacional e, em especial aos diretores, que confiaram em nosso trabalho e confiam no que ainda podemos oferecer à população de Foz do Iguaçu e região”, frisou.

Atualmente, com mais de 25 mil metros quadrados de área construída, o HMCC oferece desde pronto atendimento até serviços de alta complexidade, voltados aos usuários de convênios como o Plano de Saúde Itamed, criado pelo próprio hospital.
O hospital conta com Laboratório de Análises Clínicas 24 horas que garante o máximo de segurança e precisão na realização de diversos exames.

A partir do Plano de Negócios e o Plano Diretor da Fundação de Saúde Itaiguapy, o complexo hospitalar será ampliado em 58 leitos, passando dos atuais 202 para 260 leitos e, numa etapa seguinte, para 280.

O plano de expansão, previsto para ser colocado em prática até 2023, prevê a reestruturação de mais de 20.800 metros quadrados do complexo, dos quais 12.315 metros quadrados serão de ampliação e outros 8.503 metros quadrados passarão por reformas.

O documento inclui, ainda, a aquisição de equipamentos e mobiliários para a ampliação. Na conclusão do plano de expansão devem ser gerados mais de 200 novos empregos diretos no hospital, além de muitos empregos indiretos.

Acreditado com Excelência

Em 2007, o centro hospitalar foi o primeiro hospital do interior do Paraná a conquistar a Acreditação Hospital. O mesmo se repetiu em 2012, quando o HMCC subiu de nível. Desde 2014, o Costa Cavalcanti é reconhecido pelo grau máximo de qualidade a uma instituição de saúde por meio da Organização Nacional de Acreditação (ONA), conquistando o Nível 3 de Acreditação Hospitalar, Acreditado com Excelência. O selo e o certificado são provas que o HMCC possui segurança, padronização de procedimentos, programas de capacitação e qualidade dos serviços, além da formulação de indicadores para tomada de decisões.

Das mais de seis mil unidades hospitalares existentes no Brasil, somente 350 têm a chancela de Acreditação Hospitalar. No Paraná, são 21 unidades, oito delas Acreditado (Nível I), duas com a chancela de Acreditado Pleno (Nível II) e onze Acreditado com Excelência (Nível III), entre elas, o Hospital Costa Cavalcanti.

Um dos melhores do Brasil

Ainda neste ano, o Hospital Costa Cavalcanti foi considerado o melhor hospital do Paraná e o 3º melhor do Sul do Brasil, conforme avaliação da revista americana Newsweek, feita em parceria com o “World’s Best Hospitals 2021”. O ranking, divulgado em março está disponível clicando aqui.

Pelo segundo ano consecutivo, o HMCC figura entre os melhores do País. Nesta nova publicação, ficou na 16ª posição entre os hospitais brasileiros, subindo duas posições em relação ao ranking anterior, quando ficou em 18º lugar.

Day Medical Center

Com um projeto de negócios para contribuir com a sustentabilidade da Fundação de Saúde Itaiguapy, em 2021 o centro hospitalar lançou uma nova proposta para a saúde de Foz do Iguaçu: a unidade Day Medical Center, prevista para 2023.

Com quase 7 mil metros quadrados dedicados ao HMCC, a unidade oferecerá um atendimento personalizado para pacientes particulares e conveniados, com estrutura de centro de imagens, salas especiais para serviços de check-up executivo, centro de atenção à saúde da mulher, laboratório de análises clínicas, centro de imunização, e um “Hospital Dia”, com um centro cirúrgico para a realização de procedimentos de baixa e média complexidade, com alta do paciente no mesmo dia.

A unidade oferecerá saúde no padrão internacional, com a qualidade dos serviços prestados pelo Hospital Costa Cavalcanti. A proposta é oferecer um conceito diferenciado e elitizado à população de Foz do Iguaçu e região, já que o edifício contará com características únicas, em um projeto voltado para os serviços de saúde.

A nova estrutura faz parte de um projeto para tornar Foz do Iguaçu um Hub de Saúde das Américas – voltado exclusivamente para os serviços de saúde, que terá como um dos focos as cirurgias de pequena e média complexidade, como as intervenções plásticas, dermatológicas, oftalmológicas e otorrinolaringológicas.

 

 

Assessoria

Facebook
Google+
Twitter
× Como posso te ajudar?