Educação debate retorno das atividades presenciais e planejamento pedagógico com coordenadores de escolas

A Secretaria Municipal de Educação promoveu nesta quinta-feira (01) uma reunião on-line com todos os coordenadores pedagógicos das 50 escolas municipais para debater o retorno das atividades presenciais e a avaliação diagnóstica que será feita com todos os alunos da rede.

A organização para a Prova Brasil, prevista para novembro, e a reestruturação do planejamento pedagógico também foram debatidas ao longo da manhã. A avaliação diagnóstica será feita por todos os alunos (mesmo aqueles que se mantém no ensino remoto) para nortear os professores sobre a recuperação de conteúdos.

“Essas avaliações serão mensais e nos darão subsídios para trabalhar. Vamos saber até onde as atividades remotas foram eficazes e até onde os alunos conseguiram acompanhar. É um levantamento para identificar os conteúdos que precisam ser retomados com as aulas presenciais”, explicou a secretária de educação, Maria Justina da Silva.

As aulas no modelo híbrido foram retomadas na segunda-feira (28) em Foz do Iguaçu com turmas de 1º e 2º anos das 50 escolas municipais e turmas de 1º, 2º e 5º anos das cinco escolas que já haviam iniciado as atividades em maio (Josinete Holler, Papa João Paulo I, Jardim Naipi, Osvaldo Cruz e Princesa Isabel).

No dia 05 de julho está previsto o retorno dos 5° anos em todas as escolas e do Infantil 4 nos CMEIs, além das classes especiais e sala de recursos. A previsão é que até o dia 12 de julho, o atendimento seja normalizado com todas as turmas nas 50 escolas e 42 CMEIs. Crianças de seis meses a três anos ainda não voltarão aos centros de educação.

“Nossos alunos passaram mais de um ano em suas casas, com aulas remotas, estão retornando agora, no modelo híbrido, então precisamos ter um olhar diferenciado, porque a recuperação de conteúdos não será feita tão rápido”, comentou a secretária.

Durante a reunião, os coordenadores também receberam orientações sobre a retomada dos atendimentos presenciais dos alunos das salas de recursos multifuncionais e classes especiais. As famílias que desejarem, poderão permanecer com as atividades remotas.

A Prova Brasil, prevista para o mês de novembro, foi outro assunto abordado pela equipe da Secretaria de Educação. A avaliação, que neste ano será on-line, foi criada em 2005 pelo Ministério da Educação com o objetivo de avaliar a qualidade do ensino a partir de testes padronizados e questionários socioeconômicos.

Nos testes aplicados aos alunos dos 5º anos do ensino fundamental, os estudantes respondem a questões de língua portuguesa, com foco em leitura, e matemática, com foco na resolução de problemas. No questionário socioeconômico, os estudantes fornecem informações sobre fatores de contexto que podem estar associados ao desempenho.

 

 

 

Assessoria

Facebook
Google+
Twitter
× Como posso te ajudar?