Prefeitura incentiva a instalação de novos aviários em Foz do Iguaçu

O primeiro aviário licenciado na área agrícola de Foz do Iguaçu tem capacidade de produção de quase 400 mil frangos por ano e está localizado na Vila Bananal. Atualmente, há duas estruturas em funcionamento, mas o grupo empresarial já entrou com o licenciamento prévio de uma terceira unidade.

Um dos motivos para escolher Foz do Iguaçu foi a agilidade para conseguir os procedimentos necessários para a instalação e o apoio da Prefeitura de Foz do Iguaçu. A administração municipal tem atuado em diversas frentes para melhorar o ambiente de negócios e atrair novos empreendimentos para a cidade.

“Em um trabalho conjunto iniciado em 2017, da Prefeitura com o Sebrae e a sociedade civil organizada, começamos a mudar o cenário. Antes, um simples alvará, por exemplo, demorava nove meses. Hoje em dia leva, em média, 3 horas e 12 minutos”, destacou o prefeito Chico Brasileiro. “E seguiremos avançando para melhorar o ambiente de negócios e atrair cada vez mais novas empresas”.

O investimento para a instalação do primeiro aviário da área agrícola foi de R$ 2,4 milhões. O objetivo da prefeitura é incentivar que mais granjas sejam instaladas na área rural do município.

O prefeito Chico Brasileiro, acompanhado da secretária municipal de saúde, Rosa Maria Jerônymo; do secretário de Obras, Cézar Furlan, e do diretor de Licenciamento e Controle Ambiental, Jan Albert, estiveram na última semana no aviário, para conhecer a estrutura. ]

 

Perspectivas

A cadeia produtiva do frango é um dos destaques do agronegócio brasileiro, com recordes seguidos de produção e exportação, movimentando mais de R$ 50 bilhões por ano e empregando quase 3,5 milhões de pessoas no Brasil. Uma das regiões que mais refletem esse bom momento do setor é o Oeste do Paraná.

O crescimento no campo tem um motivo: atender a outra ponta da cadeia, o mercado consumidor que também anda pra lá de aquecido. Gerando renda no campo e aumentando o índice de produção agropecuária do município, aumenta também o fator de composição de repasse do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

 

 

 

Assessoria

Facebook
Google+
Twitter
× Como posso te ajudar?