Secretário Estadual de Saúde confirma doses da Pfizer para Foz do Iguaçu

 

O secretário estadual de Saúde, Beto Preto, confirmou a primeira remessa de doses da vacina Pfizer para Foz do Iguaçu. Os imunizantes chegaram na noite de terça-feira (18), em Curitiba, e depois serão distribuídos para Foz do Iguaçu, Ponta Grossa, Guarapuava, Colombo e São José dos Pinhais – além de Curitiba. Chegaram 39.780 doses no Paraná e ainda não foi definida a quantidade que será enviada para Foz.

“Tratamos da vinda da vacina Pfizer na semana passada com o governador Ratinho Júnior e o secretário Beto Preto. O governador autorizou a remessa das doses, até em função de que a cidade não atende os seus 258 mil moradores, mas sim os usuários do SUS num raio de 100 quilômetros, incluindo os moradores na fronteira paraguaia”, disse o prefeito Chico Brasileiro.

Foz do Iguaçu, segundo Chico Brasileiro, tem um impacto de um milhão de habitantes num raio de 100 quilômetros, o que inclui os brasileiros que moram de lá da fronteira. A cidade tem ainda mais de 450 mil usuários inscritos no SUS (Sistema Único de Saúde).

Freezer

Na primeira remessa da vacina norte-americana todos os imunizantes da Pfizer ficaram na capital paranaense, seguindo orientação do Ministério da Saúde. A segunda remessa foi distribuída entre Curitiba, Londrina, Maringá e Cascavel.

Foz do Iguaçu vai receber doses da terceira remessa da Pfizer. O município tem condições de receber o imunizante graças à Unila, que cedeu um ultrafreezer à prefeitura. “As vacinas chegam em -20º e depois podem ser tiradas dessa temperatura e passar para uma geladeira comum, os imunizantes tem cinco dias de vida útil para ser aplicada, na temperatura de 2º à 8 graus”, disse Beto Preto.

Nesta quarta-feira (19) Foz recebeu 4.990 doses (D2) da vacina AstraZeneca, referente a 13ª e 14ª remessas. E mais 610 doses da CoronaVac (D1).

Mais doses

Para as nove cidades do extremo oeste – Foz do Iguaçu, Santa Terezinha de Itaipu, São Miguel do Iguaçu, Medianeira, Matelândia, Missal, Itaipulândia, Ramilândia e Serranópolis do Iguaçu – chegaram 8.080 (D2) e 930 (D1) da CoronaVac – na 9ª Regional de Saúde.

Segundo a Sesa, o déficit é de 110 mil doses. “Essas 188 mil doses são fruto de trabalho que já vínhamos fazendo com o Ministério da Saúde. Nós pedimos as doses, fomos atendidos”, disse o secretário. Além da reposição das 110 mil doses de reforço, 78 mil doses do lote serão usadas para a vacinação de profissionais da área de saúde, segundo Beto Preto.

 

 

 

Assessoria

Facebook
Google+
Twitter
× Como posso te ajudar?